R&I | Administrativo e Finanças

Antes dos anos 2000, as áreas de Finanças nas organizações eram pouco exigidas além do papel de apuração de resultados, consolidação e reporte de números e, a incipiente figura do CFO, bastava ter o domínio absoluto de controladoria, finanças e ser um bom gestor de números. Após o maior rigor da lei Sarbanes Oxley 2002, a crise financeira de 2008 e as regras de governança corporativa, as exigências para a atuação e contribuição das áreas de Finanças como “Parceira do Negócio” e que suporte na execução das estratégias para maior Geração de Valor se tornaram mais rigorosas.

Dessa forma, o “Novo CFO” passou a ter o papel mais estratégico na redefinição dos negócios atuando como partner do CEO e dos líderes dos negócios, sendo o principal elo capaz de fazer uso de análises de big data para entender a cadeia de geração de valor do negócio (data-driven, analytics), de capacitar e disseminar a cultura de avaliação de projetos e de disciplina financeira (ROIC, lean-driven, zero based budget), além de desenvolver os talentos e “Novos Profissionais em Finanças”.

Tendo em vista o novo cenário de exigências para o “Novo CFO” e atuação das Áreas de Finanças, a Visagio Research & Intelligence usa sua expertise em projetos de Consultoria & Gestão Interina para trazer conhecimentos práticos e pertinentes sobre o tema, a fim de dar suporte aos nossos clientes no direcionamento de seus desafios de gestão em Finanças.

Pesquisa e Fórum de Finanças

Saiba mais