Como evoluir o modelo de Gente & Gestão dentro da sua organização

A III Pesquisa de Gente & Gestão realizada pela Visagio contou com a participação de 83 empresas e permitiu o desenvolvimento de um modelo de análise de maturidade de práticas em Gente & Gestão. O modelo suporta o diagnóstico do cenário atual das empresas e o plano de desenvolvimento para superar os desafios e transformações enfrentados pela área de gestão de pessoas.

 

Saiba Mais: melhores práticas apontadas a partir dos dados coletados 

A Pesquisa de Gente & Gestão realizada pela Visagio tem por objetivo debater as melhores práticas sobre o tema e auxiliar as empresas a descobrirem qual é o seu nível de maturidade em Gente & Gestão.

Ao final da pesquisa, os participantes receberam um relatório com a sua análise de maturidade e um relatório completo com o benchmarking da sua empresa. Os participantes ainda ganharam 2 ingressos para o III Fórum de Gente & Gestão, que contou com a participação de executivos da Ambev, do Grupo de Moda Soma, Brookfield Energia, Equatorial Energia e Magazine Luiza.

Para mais informações sobre a pesquisa e o evento acesse o link: https://www.forumgenteegestao.com.br/

A pesquisa mostra que 29% das empresas estão no quadrante “Em transformação”. Ou seja, conhecem suas deficiências em Gente & Gestão e buscam se adequar às novas ferramentas e metodologias, assim como melhorar seus processos. Os dois quadrantes de menor maturidade representam juntos, 44% das empresas. Neste cenário, surge a grande pergunta: “Como ser um influenciador em Gente & Gestão?”.
Com base nas discussões do Fórum de Gente & Gestão e na experiência dos projetos nos quais atuamos, podemos traçar 3 grandes passos trilhados pelas empresas com alta maturidade:
  1. recrutamento & seleção,
  2. cultura de meritocracia, permeando desdobramento de metas, avaliação de competências, feedback e carreira & sucessão e,
  3. comunicação transparente.

 

Recrutamento & Seleção

O primeiro passo é ter um processo de recrutamento e seleção eficiente. Isso significa ter um processo capaz de recrutar a pessoa certa para a posição certa.
Isso exige tempo e dedicação da liderança não apenas participando de entrevistas, mas atuando como protagonistas na divulgação e propagação dos valores da empresa em fóruns, redes sociais e grandes instituições de ensino – da graduação, à pós graduação e/ou mestrado.
Uma estratégia muito utilizada pelas empresas de alta maturidade nas práticas de Gente & Gestão é a utilização de programas de estágio e jovens talentos. Estes programas costumam representar uma grande oportunidade, não apenas para os candidatos, mas também para as empresas, que tem a possibilidade de se fortalecer como marca empregadora.

Cultura de Meritocracia

O segundo passo é cultivar uma cultura de meritocracia.
Produto do processo de planejamento da empresa, a definição e desdobramento de metas é capaz direcionar e desafiar os colaboradores, motivando-os e garantido o alinhamento necessário para o atingimento da missão organizacional.
A avaliação de competências, por sua vez, garante o alinhamento cultural da organização, desde que os critérios de avaliação sejam claros e reflitam os valores das empresas.
Juntas, a avaliação de resultados (metas) e competências (cultura), fornecem insumos para a organização identificar e reconhecer seus talentos.
A avaliação de desempenho deve vir sempre acompanhada pelo feedback com objetivo de trabalhar no desenvolvimento dos pontos críticos identificados. Além disso, deve direcionar a bonificação e/ou promoção dos colaboradores.
Empresas maduras estabelecem orçamento para reconhecimento de talentos e mostram alinhamento das promoções aos planos de carreira definidos.

Comunicação Transparente

O terceiro e último passo é comunicar de forma transparente. Uma comunicação clara e transparente garante o alinhamento quanto aos objetivos e valores da empresa, evita ruídos e desconfianças durante períodos de mudanças, ajuda no engajamento dos colaboradores e suporta a melhora do clima organizacional.

 

Como sustentação dos três passos das empresas de alta maturidade está a liderança.


Sobre os autores

Natascha Moraes é consultora da Visagio, especialista em projetos de Processos, Reestruturação Organizacional, Estratégia e Gestão da Mudança, com foco em Gente & Gestão, nos setores de fundo de pensão, mineração, telecomunicações, energia, infraestrutura e bancário.

Tiago Miranda é especialista em projetos de gente & gestão, restruturação organizacional, engenharia de processos de negócios, implantação de CSC, carreira & sucessão e dimensionamento de equipe, nos setores de Óleo&Gás, Mineração, fundo de pensão, fundos de investimentos, imobiliário, varejo, automobilístico, educação e serviços. Possui especialização em Finanças pelo COPPEAD.

Thales Miranda é sócio da Visagio, atuou como consultor, gerente de projetos e quality assurance, com destaque para projetos de engenharia de processos de negócios, reestruturação organizacional, PMO e transformação de RH, tendo atuado em setores como mineração, concessão de infraestrutura, óleo e gás, imobiliário, entre outros. Possui especialização em gestão de pessoas pelo ISE / IESE.